Notícias, Vídeos e Livestream dos Grandes Festivais do Mundo e os Pequenos de Portugal

Bons Sons, Festivais 2020, Festivais de Portugal

11ª edição do Festival Bons Sons foi adiada para agosto de 2021

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas - Avaliações: 3 - Média das Avaliações: 4,67.
Loading...

11ª edição do Festival Bons Sons não se vai realizar em 2020 e foi adiada para agosto de 2021 devido à pandemia Covid-19. O evento que tem lugar na aldeia de Cem Soldos, Tomar, vai realizar-se de 12 a 15 de agosto de 2021.

Comunicado da Organização:

Adiar um encontro é sempre difícil. Adiar o BONS SONS é deixarmos para depois o aconchego de um lugar singular, vivo e dinâmico, criado por uma aldeia inteira e pelas pessoas que a vêm viver, a cada edição.
Esta semana, recebemos com tristeza, mas sem surpresa, as decisões do Governo que impedem a realização de qualquer festival até 30 de setembro 2020, por razões de saúde pública. Acolhemos, respeitamos e compreendemos esta decisão, para o bem de todos, e anunciamos o adiamento da 11ª edição do BONS SONS: de 12 a 15 de agosto de 2021.
Todos os anos, convidamos milhares de pessoas a “viver a aldeia” e recebemo-los de braços abertos. Quem já habitou este lugar em agosto sabe que a vivência da aldeia implica proximidade, é feita do contacto direto entre pessoas de todas as gerações, uma partilha entre quem recebe e quem visita, num tributo consistente à diversidade, às causas comuns e plurais, às aldeias que se transformam, criam e acolhem, à música portuguesa e à cultura sem dono. Foram 10 edições e 13 anos de partilha numa aldeia que é também de todos aqueles que nos visitam e vivem connosco momentos únicos.
Este ano, o contexto impede-nos de viver estes momentos. Agora, estarmos juntos é adiarmos este encontro para daqui a uns meses, permanecendo próximos até lá e que, em conjunto – festival, parceiros, público – possamos garantir o futuro de um festival que vive, em grande parte, de receitas próprias. Neste caminho, há perdas para todos e a vários níveis: artistas, técnicos, agentes, fornecedores, parceiros e serviços da região, que deixam de beneficiar do impacto sócio-económico e mediático significativo deste festival, estimado em 3,5 milhões de euros, em 2019.
O BONS SONS é mais que um festival, é uma aldeia em manifesto. Faz-se de ação, dia-a-dia, em comunidade, na resiliência que caracteriza Cem Soldos e que acreditamos contagiar outras pessoas, outros lugares e projetos. A associação cultural que lidera a dinâmica comunitária que cria o BONS SONS – o Sport Club Operário de Cem Soldos – teve de reaprender a manter uma comunidade ativa e a adaptar-se nestes tempos imprevistos, estranhos e muito difíceis. Planeamos uma retoma controlada e segura de atividades, eventos e serviços, repensando formatos e causas, aproveitando para encetar novas formas de organização comunitária que respeitem, integrem e envolvam todos. Preparamo-nos para construir um futuro mais sustentável, mais solidário e inclusivo e continuamos a trabalhar para proporcionar o desejado encontro na 11ª edição do BONS SONS.
O BONS SONS 2021 transporta um desejo que se tornou universal: na próxima edição, mais do que em qualquer outra, queremos habitar a rua e fazer da rua a nossa casa comum – o mais desejado ponto de encontro. Uma ocupação que reivindica a rua e que representa transformação, transição, movimento e trajeto e que é, ao mesmo tempo, agregação e ponto de encontro, que é o ponto de partida e um dos objetivos maiores do BONS SONS. De 12 a 15 agosto, Cem Soldos espera poder receber todos e ocupar o seu espaço, num ambiente seguro e de partilha, para vivermos, com muita vontade, os momentos quentes, felizes e cheios de música feita no nosso país que o BONS SONS oferece.
Agradecemos todo o apoio, amor e força que temos recebido ao longo destas semanas do nosso público, bem como de artistas, técnicos, agentes, parceiros, serviços da região, fornecedores, imprensa e toda a comunidade que vive o organiza o BONS SONS.
Durante os próximos dias, logo que a Assembleia da República transforme em lei a decisão do Governo comunicada ontem, iremos partilhar informações mais concretas, na esperança de que proteja tanto os nossos visitantes como a população de Cem Soldos e os projetos sociais que a associação cultural desta aldeia dinamiza.
Queremos voltar, fortes e seguros, em 2021, para juntos voltarmos a viver a aldeia e habitar a rua.
Até lá, ficamos por perto!

Lineup do Festival Bons Sons 2019
8 de agosto 9 de agosto
Joana Espadinha + Benjamim
Fogo Fogo
Orquestra Filarmónica Gafanhense
Mano a Mano
Raquel Ralha & Pedro Renato
Senza
Francisco Sale
Carlos Batista
Vénus Matina
DJ João Melgueira
Diabo na Cruz
X-Wife
 
First Breath After Coma + Noiserv
Budda Power Blues & Maria João
Helder Moutinho
Scúru Fitchádu
Paraguaii
Lodo + Peixe
Afonso Cabral
Sallim
Gator, The Alligator
Dada Garbeck
DJ Narciso
Cal
Adélia
10 de agosto 11 de agosto
Tiago Bettencourt
Pop’Dell Arte
Três Tristes Tigres
Glockenwise + JP Simões
DJ Ride
Stereossauro
Miramar
Jorge da Rocha
Baleia Baleia Baleia
Tiago Francisquinho
Valente Maio
Pequenas Espigas
Mil Folhas
 
Júlio Pereira
Moullinex
Dino D’Santiago
Luísa Sobral
Sensible Soccers + Tiago Sami Pereira
Sopa de Pedra + Joana Gama
Tape Junk
Pedro Mafama
Ricardo Toscano e João Paulo Esteves da Silva
Ricardo Leitão Pedro
Vozes Tradicionais Femininas
Galo Cant’Às Duas
Telma

Playlist Spotify do Festival 2018Vídeos 2018ReportagemLineup em 2018 e 2017BilhetesPáginas OficiaisMapa da Localização do Festival
Vídeos do Festival Bons Sons 2018
Salvador Sobral O GAJO Luís Severo Paus
Salvador Sobral O Gajo Luís Severo Paus



Clique na imagem para ver Reportagem do Festival 2017 Reportagem do Festival 2017
Lineup do Festival Bons Sons 2018
8 de agosto Concerto do vencedor do concurso do 7º Festival Por Estas Bandas + Cover de Bruxelas DJ Crew
Palcos Lopes-Graça, Zeca Afonso e Giacometti
9 de agosto Salvador Sobral, Selma Uamusse, The Lemon Lovers, Slow J, Lince, Jerónimo.
10 de agosto Mazgani, Sara Tavares, 10000 Russos, Mirror People, S.Pedro, Tornara.
11 de agosto Sean Riley and the Slowriders, Cais do Sodré Funk Connection, Zeca Medeiros, Paus, O Gajo, quartoquarto.
12 de agosto Dead Combo, Lena D’Água e Primeira Dama com a Banda Xita, Peltzer, Linda Martini, Monday, Luís Severo.
Palcos Aguardela, Amália, MPAGDP e Auditório Agostinho da Silva
9 de agosto Xinobi DJ Set, Tia Graça – toda a gente devia ter uma, Fado Violado, Palankalama, Vozes de Manhouce com Isabel Silvestre, Sacro de Sara Anjo.
10 de agosto António Bastos, Norberto Lobo, João Afonso, Patrícia Costa, Meta, Curtas em Flagrante.
11 de agosto Conan Osiris, Colorau Som Sistema, Ela Vaz, Miguel Calhaz, Homem em Catarse, Artesãos da Música, UM [unimal], de Cristina Planas Leitão
12 de agosto Festa encerramento, Montion Trio, Moonshiners, Orquestra de Foles, Douradas Espigas, Filhos do Meio
Destaques do Festival Bons Sons 2018
Rodrigo Leão, Orelha Negra, Mão Morta, Capitão Fausto, Samuel Úria.
Os bilhetes até agosto custam 45 euros (passes) e 22 euros (diário).
Em agosto, custam 50 euros (passes) e 25 euros (diário).
Página Oficial do Festival Facebook Oficial do Festival
Cem Soldos, Tomar

Deixe um comentário